Messier

18/07/2009
Messier 7
Aglomerado de Ptolomeu
29/08/2008 <p>&Eacute; uma das regi&otilde;es mais ricas e brilhantes do c&eacute;u devido a intensa forma&ccedil;&atilde;o estelar. Composta por uma gigantesca massa interestelar de mat&eacute;ria envolta a estrelas rec&eacute;m nascidas. Tem uma dimens&atilde;o aparente de 90x40 minutos de arco, o que corresponde a cerca de 3 x 1 1/3 vezes o tamanho aparente da lua cheia. O que corresponde a um tamanho de 140x60 anos-luz e uma dist&acirc;ncia de 5200 anos-luz. Situado pr&oacute;ximo ao n&uacute;cleo gal&aacute;ctico na constela&ccedil;&atilde;o de Sagit&aacute;rio. Brilha com uma magnitude aparente de 6.0.<br />
&nbsp;</p>
Messier 8
Nebulosa Lagoa
05/07/2007 <p style="text-align: justify"><b>M8 (Nebulosa Lagoa)</b><br />
&Eacute; uma das regi&otilde;es mais ricas e brilhantes do c&eacute;u devido a intensa forma&ccedil;&atilde;o estelar. Composta por uma gigantesca massa interestelar de mat&eacute;ria envolta a estrelas rec&eacute;m nascidas. Tem uma dimens&atilde;o aparente de 90x40 minutos de arco, o que corresponde a cerca de 3 x 1 1/3 vezes o tamanho aparente da lua cheia. O que corresponde a um tamanho de 140x60 anos-luz e uma dist&acirc;ncia de 5200 anos-luz. Situado pr&oacute;ximo ao n&uacute;cleo gal&aacute;ctico na constela&ccedil;&atilde;o de Sagit&aacute;rio. Brilha com uma magnitude aparente de 6.0.<br />
<br />
<b>Nebulosa Tr&iacute;fida (M20, NGC 6514)</b><br />
Corresponde a combina&ccedil;&atilde;o formada por uma interessante nebulosa de emiss&atilde;o junto a uma not&aacute;vel nebulosa de reflex&atilde;o. A nebulosa Tr&iacute;fida &eacute; famosa e leva esse nome a sua apar&ecirc;ncia composta por tr&ecirc;s manchas escurecidas que partem de um centro comum. Uma nebulosa escura &eacute; respons&aacute;vel por essa apar&ecirc;ncia. Situada a 2 graus de M8, na constela&ccedil;&atilde;o de Sagit&aacute;rio pr&oacute;ximo ao n&uacute;cleo gal&aacute;ctico. Brilha com uma magnitude aparente de 9.0. Tamanho aparente de 28 arcos de minuto<br />
<i><br />
<b>Foto publicada na Astronomy BR (&uacute;ltima edi&ccedil;&atilde;o)</b></i></p>
Messier 8
Nebulosa Lagoa e Trífida
05/07/2007 <p>&Eacute; uma das regi&otilde;es mais ricas e brilhantes do c&eacute;u devido a intensa forma&ccedil;&atilde;o estelar. Composta por uma gigantesca massa interestelar de mat&eacute;ria envolta a estrelas rec&eacute;m nascidas. Tem uma dimens&atilde;o aparente de 90x40 minutos de arco, o que corresponde a cerca de 3 x 1 1/3 vezes o tamanho aparente da lua cheia. O que corresponde a um tamanho de 140x60 anos-luz e uma dist&acirc;ncia de 5200 anos-luz. Situado pr&oacute;ximo ao n&uacute;cleo gal&aacute;ctico na constela&ccedil;&atilde;o de Sagit&aacute;rio. Brilha com uma magnitude aparente de 6.0.</p>
Messier 8
Nebulosa da Lagoa
05/07/2008 <p>A Nebulosa da &Aacute;guia (M16, NGC 6611, IC 4703) &eacute; Extensa regi&atilde;o rica em g&aacute;s e poeira com intensa forma&ccedil;&atilde;o estelar. Apresenta interessantes estruturas escuras no formato de pilares na regi&atilde;o central. Uma das fotos mais famosa do HST (Hubble) retrata esse objeto na imagem que ficou conhecida como &ldquo;Os Pilares da Cria&ccedil;&atilde;o&rdquo;. Est&aacute; localizada na constela&ccedil;&atilde;o da Serpente pr&oacute;xima a constela&ccedil;&atilde;o de Sagit&aacute;rio. Sua dist&acirc;ncia &eacute; de 7000 anos-luz e brilha com magnitude aparente de 6.4.</p>
Messier 16
Nebulosa da Águia
05/07/2007 <p>A Nebulosa da &Aacute;guia (M16, NGC 6611, IC 4703) &eacute; Extensa regi&atilde;o rica em g&aacute;s e poeira com intensa forma&ccedil;&atilde;o estelar. Apresenta interessantes estruturas escuras no formato de pilares na regi&atilde;o central. Uma das fotos mais famosa do HST (Hubble) retrata esse objeto na imagem que ficou conhecida como &ldquo;Os Pilares da Cria&ccedil;&atilde;o&rdquo;. Est&aacute; localizada na constela&ccedil;&atilde;o da Serpente pr&oacute;xima a constela&ccedil;&atilde;o de Sagit&aacute;rio. Sua dist&acirc;ncia &eacute; de 7000 anos-luz e brilha com magnitude aparente de 6.4.</p>
Messier 16
Nebulosa da Águia
18/07/2009
Messier 17
Nebulosa Cisne
05/07/2007 <p>Regi&atilde;o de forma&ccedil;&atilde;o estelar cujo brilho &eacute; devido &agrave; radia&ccedil;&atilde;o de alta energia das jovens estrelas. Por&eacute;m, ao contr&aacute;rio de outras nebulosas de emiss&atilde;o, essas estrelas n&atilde;o s&atilde;o &oacute;bvias em imagens &oacute;ticas, mas escondidas pela nebulosa. Um pequeno aglomerado de cerca de 35 estrelas est&atilde;o obscurecidos pela nebulosa. Apresenta uma colora&ccedil;&atilde;o avermelhada, com alguma gradua&ccedil;&atilde;o para o rosa. Essa tonalidade vem do aquecimento do g&aacute;s hidrog&ecirc;nio excitado pelas estrelas rec&eacute;m criadas dentro da nebulosa. A massa de g&aacute;s &eacute; estimada em cerca de 800 massas solares que se estende por cerca de 40 anos-luz. Sua distancia at&eacute; n&oacute;s &eacute; estimada em cerca de 5000 anos-luz. Um pouco mais pr&oacute;xima que seu vizinho M16. Brilha com magnitude aparente de 6.0.</p>
Messier 17
Nebulosa Cisne
06/07/2008 <p>Corresponde a combina&ccedil;&atilde;o formada por uma interessante nebulosa de emiss&atilde;o junto a uma not&aacute;vel nebulosa de reflex&atilde;o. A nebulosa Tr&iacute;fida &eacute; famosa e leva esse nome a sua apar&ecirc;ncia composta por tr&ecirc;s manchas escurecidas que partem de um centro comum. Uma nebulosa escura &eacute; respons&aacute;vel por essa apar&ecirc;ncia. Situada a 2 graus de M8, na constela&ccedil;&atilde;o de Sagit&aacute;rio pr&oacute;ximo ao n&uacute;cleo gal&aacute;ctico. Brilha com uma magnitude aparente de 9.0. Tamanho aparente de 28 arcos de minuto</p>
Messier 20
Nebulosa Trífida
19/07/2009
Messier 27
Dumbbell Nebula
21/07/2007 <p>A Gal&aacute;xia de Andr&ocirc;meda (M31, NGC 224) &eacute; a mais pr&oacute;xima da Via L&aacute;ctea. Compondo o chamado Grupo Local juntamente com suas gal&aacute;xias companheiras (M32, M110, M33, Via L&aacute;ctea e outras). Essa enorme gal&aacute;xia pode ser vista a olho nu como uma pequena nuvem em formato de elipse e tem um tamanho aparente de 178x63 minutos de arco ou cerca de v&aacute;rias luas cheias. Pr&oacute;ximo ao n&uacute;cleo de M32 se encontra outra gal&aacute;xia menor em formato globular denominada M32. Notadamente, NGC 205, uma pequena gal&aacute;xia espiral, se encontra um pouco mais longe que M32 do n&uacute;cleo de M31. M31 est&aacute; localizada na constela&ccedil;&atilde;o de Andr&ocirc;meda e brilha com uma magnitude aparente de 4.3. Sua dist&acirc;ncia at&eacute; n&oacute;s &eacute; de 2.9 milh&otilde;es de anos-luz.</p>
Messier 31
Andromeda Galaxy
20/07/2009
Messier 33
Galáxia do Triangulo
06/07/2008
Messier 33
M33
06/09/2008 <p>A regi&atilde;o da Espada de &Oacute;rion (M42, M43, Nebulosa &ldquo;Running Man&rdquo; ou NGC 1977) &eacute; composta por um conjunto de nebulosas com destaque a grande nebulosa de &Oacute;rion ou M42. M42 &eacute; um dos objetos de c&eacute;u profundo com maior brilho. Desta maneira, tamb&eacute;m &eacute; a nebulosa difusa mais brilhante. &Eacute; vis&iacute;vel ao observador mesmo em locais com polui&ccedil;&atilde;o luminosa moderada e por isso &eacute; um dos objetos mais conhecidos. Seu tamanho aparente se estende por 85x60 minutos de arco e brilha com magnitude de 4.0. Sua dist&acirc;ncia &eacute; de 1500 anos-luz. Anexo a nordeste de M42 se encontra outra nebulosa de menor brilho e tamanho denominada M43 (ou Nebulosa de De Mairan). Na verdade, M43 tamb&eacute;m &eacute; parte da grande Nebulosa de &Oacute;rion (M42) separada por uma impressionante regi&atilde;o escura. Finalmente, n&atilde;o podemos deixar de destacar a nebulosa &ldquo;Running Man&rdquo; ou NGC 1977. Regi&atilde;o predominantemente azulada devido a nuvens de reflex&atilde;o de hidrog&ecirc;nio. &ldquo;Caminhos&rdquo; escurecidos por poeira d&atilde;o o nome da nebulosa.</p>
Messier 42
Nebulosa de Orion
28/11/2005 <p>A regi&atilde;o da Espada de &Oacute;rion (M42, M43, Nebulosa &ldquo;Running Man&rdquo; ou NGC 1977) &eacute; composta por um conjunto de nebulosas com destaque a grande nebulosa de &Oacute;rion ou M42. M42 &eacute; um dos objetos de c&eacute;u profundo com maior brilho. Desta maneira, tamb&eacute;m &eacute; a nebulosa difusa mais brilhante. &Eacute; vis&iacute;vel ao observador mesmo em locais com polui&ccedil;&atilde;o luminosa moderada e por isso &eacute; um dos objetos mais conhecidos. Seu tamanho aparente se estende por 85x60 minutos de arco e brilha com magnitude de 4.0. Sua dist&acirc;ncia &eacute; de 1500 anos-luz.  Anexo a nordeste de M42 se encontra  outra nebulosa de menor brilho e tamanho denominada M43 (ou Nebulosa de De Mairan).  Na verdade, M43 tamb&eacute;m &eacute; parte da grande Nebulosa de &Oacute;rion (M42) separada por uma impressionante regi&atilde;o escura.  Finalmente, n&atilde;o podemos deixar de destacar a nebulosa &ldquo;Running Man&rdquo; ou NGC 1977. Regi&atilde;o predominantemente azulada devido a nuvens de reflex&atilde;o de hidrog&ecirc;nio. &ldquo;Caminhos&rdquo; escurecidos por poeira d&atilde;o o nome da nebulosa.</p>
Messier 42
Nebulosa Órion
19/07/2009
Messier 45
Pleiades
06/09/2008 <p>Aglomerado aberto mais famoso e conhecido desde &eacute;pocas antigas. Ao menos seis estrelas s&atilde;o vis&iacute;veis a vista desarmada. Seus nomes s&atilde;o: Merope, Alcyone, Atlas, Pleione, Maia e Electra. Em lugares de polui&ccedil;&atilde;o luminosa moderada esse n&uacute;mero pode chegar a nove. Em lugares de baixa polui&ccedil;&atilde;o chega-se facilmente a doze estrelas. Em fotografias de longa exposi&ccedil;&atilde;o esse aglomerado aparece envolto a uma regi&atilde;o de nebulosidade azulada. Essa nebulosa de reflex&atilde;o, denominada de Nebulosa &ldquo;Merope&rdquo; (IC 349), circunda a estrela Merope e n&atilde;o constitui a nuvem de g&aacute;s que deu origem a esse aglomerado. Devido ao seu grande campo no c&eacute;u (cerca de 2 graus), M45 &eacute; um excelente alvo para instrumentos de grande campo ou bin&oacute;culos.</p>
Messier 45
Pleiades
07/07/2008 <p>Aglomerado aberto mais famoso e conhecido desde &eacute;pocas antigas. Ao menos seis estrelas s&atilde;o vis&iacute;veis a vista desarmada. Seus nomes s&atilde;o: Merope, Alcyone, Atlas, Pleione, Maia e Electra. Em lugares de polui&ccedil;&atilde;o luminosa moderada esse n&uacute;mero pode chegar a nove. Em lugares de baixa polui&ccedil;&atilde;o chega-se facilmente a doze estrelas. Em fotografias de longa exposi&ccedil;&atilde;o esse aglomerado aparece envolto a uma regi&atilde;o de nebulosidade azulada. Essa nebulosa de reflex&atilde;o, denominada de Nebulosa &ldquo;Merope&rdquo; (IC 349), circunda a estrela Merope e n&atilde;o constitui a nuvem de g&aacute;s que deu origem a esse aglomerado. Devido ao seu grande campo no c&eacute;u (cerca de 2 graus), M45 &eacute; um excelente alvo para instrumentos de grande campo ou bin&oacute;culos.</p>
Messier 45
Pleiades
05/07/2007 <p>Aglomerado aberto mais famoso e conhecido desde &eacute;pocas antigas. Ao menos seis estrelas s&atilde;o vis&iacute;veis a vista desarmada. Seus nomes s&atilde;o: Merope, Alcyone, Atlas, Pleione, Maia e Electra. Em lugares de polui&ccedil;&atilde;o luminosa moderada esse n&uacute;mero pode chegar a nove. Em lugares de baixa polui&ccedil;&atilde;o chega-se facilmente a doze estrelas. Em fotografias de longa exposi&ccedil;&atilde;o esse aglomerado aparece envolto a uma regi&atilde;o de nebulosidade azulada. Essa nebulosa de reflex&atilde;o, denominada de Nebulosa &ldquo;Merope&rdquo; (IC 349), circunda a estrela Merope e n&atilde;o constitui a nuvem de g&aacute;s que deu origem a esse aglomerado. Devido ao seu grande campo no c&eacute;u (cerca de 2 graus), M45 &eacute; um excelente alvo para instrumentos de grande campo ou bin&oacute;culos. Observe trail de meteoro no canto superior esquerdo.</p>
Messier 45
Pleiades/Meteoro
06/07/2008
Messier 51
M51
20/07/2009
Messier 83