Imilac

O meteorito Imilac foi encontrado pela primeira vez por índios e exploradores espanhóis na região do Deserto do Atacama, noroeste do Chile, em 1822. Eles trouxeram os primeiros fragmentos para a cidade de Antofogasta porque achavam que poderia conter prata. Após analise, provou-se ser um meteorito palasito. Devido ao isolamento da região, vários exploradores, com o decorrer do tempo, foram redescobrindo o campo de espalhamento e vários fragmentos novos foram encontrados. Acredita-se hoje que mais de 1 tonelada de material já tenha sido retirado da região, mas muito ainda pode estar espalhado pela região. Devido ao grande desgaste e oxidação, ainda que ele tenha caído em uma região desértica, mostra que a queda tenha ocorrido há muito tempo.