Murchison

Em 28 de setembro de 1969, cerca de 10:58 am, perto da cidade de Murchison, Victoria, na Austrália, uma bola de fogo brilhante foi observada enquanto se fragmentava em três pedaços, antes de desaparecer, deixando uma nuvem de fumaça que exalava um cheiro muito forte, muitas vezes associado a acetona ou outros compostos orgânicos. Cerca de 30 segundos depois, um tremor foi sentido. Muitos exemplares foram encontrados em uma área com mais de 13 km quadrados, com massas individuais de até 7 kg. Um fragmento, pesando 680 g, atravessou um telhado e caiu em um monte de feno. A massa total coletada foi superior a 100 kg.
Esse meteorito, junto com o meteorito Allende compreende um dos meteoritos mais estudados da história. Sua composição compreende mais de 100 aminoácidos diferentes, açúcares, alcoóis, ácidos carboxílicos e até bases nucléicas.