Daule

Uma forte explosão foi ouvida ao longo do rio Daule, próximo a cidade de mesmo nome, em Gauyas, Equador, no domingo, 23 de Março de 2008, aproximadamente às 9:00, horário local. As pessoas que trabalham em plantações de arroz nas margens do Daule ouviram um som como balas de artilharia caindo do céu. Três pedras foram vistas cair, duas delas foram recuperadas apenas momentos depois do impacto, enquanto a terceira pedra pousou em cerca de 1,5 metro de água, fazendo a água jorrar como uma fonte para o alto. Contudo, a localização dessa plantação de arroz era desconhecida. Uma pedra pesando cerca de 5 kg foi tomada pela polícia que a enviou a Quito para estudos.

A pedra que estava desaparecida pesava 6,580 kg, e estava 100% completa. Ela foi vista cair ao lado de uma casa em uma plantação de arroz, onde ela fez um buraco de pelo menos meio metro na lama, saltou para fora do buraco terminando a quase 3 metros de distância. A pessoa que a encontrou resolveu escondê-la em sua casa, com medo que a polícia fosse confiscá-la como havia acontecIdo com o rapaz das proximidades que tinha encontrado a primeira pedra. A imprensa e os militares chegaram à área assustando os moradores. Ele manteve esta pedra sem limpá-la em sua casa pelo próximo ano e meio até que Hans Koser chegou a casa guiado pelo menino que encontrou a primeira pedra.

Abaixo uma reportagem da televisão equatoriana sobre a queda e recuperação do meteorito Daule.