Toluca

Encontrado em 1776 em Xiquipilco, no Vale de Toluca, no México, os fragmentos desse meteorito foram coletados durante muitos anos pela população indígena local. Muitos pedaços foram forjados para se tornarem equipamentos agrícolas e ferramentas, e eram usados pela comunidade local. Sua queda possivelmente ocorreu a mais de 10 mil anos e pelo menos cerca de 3 toneladas de material já foi recuperado durante a história, sendo que é muito provável que muito já tenha sido encontrado e mais ainda esteja espalhado pela elipse de dispersão. Existe uma discussão sobre a possibilidade da existência de uma segunda queda, na mesma região, de um meteorito metálico mais rico em inclusões silicáticas, essa segunda queda muitas vezes é chamada de Toluca B. Não há consenso entre os colecionadores, embora nos registros oficiais aceitem apenas a existência de uma queda na região chamada apenas Toluca.