Ipiranga

Caiu as 10:30 da manhã do dia 27 de dezembro de 1972 na divisa entre o Brasil e o Paraguai, mas precisamente na localidade de Miguel do Iguaçu, Lajeado do Ipiranga. Muitas pessoas assitiram a passagem de um grande meteoro (bólido), emitindo um rastro de fumaça no céu e caindo em direção ao Parque do Iguaçu.

Uma emissora de rádio local chegou a anunciar a queda de um avião, o boato foi levado por um inspetor de polícia de Capanema. Uma equipe de busca foi formada seguindo noite a dentro sem nada encontrar que confirmasse a queda do avião. Os residentes locais recolheram mais de 30 meteoritos num total aproximado de 7kg. Em maio de 1973 uma expedição italiana do Instituto de Geologia da Universidade de Roma, financiado pela "Academia Nazionale de Linci" da Itália, visitou o local, fez levantamentos de campo e do local da queda, entrevistou moradores e coletou 12 amostras, as 3 maiores entre 1 e 1.5kg que foram levadas para a Itália.

Foi listado por Hutchson et al. (1977) e descrito por Cavarreta et al. (1975), posteriormente por Angelucci e Funicello (1975) e Gomes et al. (1978).

O meteorito apresenta estrutura condrítica, com diâmetro aparente dos côndrulos variando de 02. a 2.0mm , arrendodados e alongados, e em estrutura interna. Várias deformações mostram evidências claras de choque.

Mineralogicamemte consiste essencialmente de olivina, bronzita e Fe-Ni, com menores quantidades de troilita e plagioclásios com fases acessórias de cromita. Pertence ao grupo H6 (olivina-bronzita condritos).

Fonte: Meteoritos: Cofres da Nebulosa Solar, Scorzelli, Varela, Zucolotto.