Governador Valadares

Foi encontrado em 1958, por um garimpeiro, perto da cidade de Governador Valadares. Um único espécime pesando 158g, bem preservado, apresentando crosta de fusão preta, vítrea e brilhante, cobrindo quase toda a superfície do meteorito, parecendo tratar-se mais de uma queda do que de um achado que tenha ocorrido logo após a queda. Não se sabe como o meteorito foi para na Itália.

Foi classificado por Burragato et al (1975) como augita-olivina-acondrito (nakhlito). Mostra uma estrutura porfirítica, com fenocristais de augita envolvidos por um material intersiticial de grãos finos de vidro, plagioclásio, K-feldspato, sílica, cloroapatita, pegonita e fases opacas.

A composição química do Governador Valadares é muito semelhante aos demais nakhlitos, que é um dos meteoritos marcianos também conhecidos como SNC (shergotitos, nakhlitos e chassignitos). O mais interessante sobre este meteorito é que trata-se do único meteorito marciano brasileiro.

Fonte: Meteoritos: Cofres da Nebulosa Solar, Scorzelli, Varela, Zucolotto.