Morro do Rocio

Pouco se sabe da história do Morro do Rocio, exceto a localidade onde foi encontrado, que é a de Santa Catarina, na mesma ilha de São Francisco do Sul onde o famoso meteorito de Santa Catharina foi encontrado e praticamente totalmente vendido como se fosse uma mina de niquel. Por esse fato e pelo nome do meteorito ser do mesmo local do Morro do Rocio, onde algumas amostras do famoso meteorito foi encontrado, ele chega a ser confundido como sinônimo do Santa Catarina chegando a figurar no British Museum Catalog como tal. Sabe-se também que era conhecido antes de 1928. Se não se tratasse de dois meteoritos totalmente distintos, o Santa Catarina sendo um meteorito metálico do tipo ataxito e o Morro do Rocio um meteorito rochoso do tipo condrito, poder-se-ia até supor se tratar do mesmo meteorito.

Não se sabe como três amostras destes meteorito, peasndo no total 359g foram parar em Belgrado. Sabe-se apenas que uma pequena amostra de 9.5g foi comprada da coleção de Huss pelo extinto Max-Planck-Institute de Mainz e era uma amostra quase completa coberta de crosta de fusão.

Esse meteorito é do tipo H5 anômalo por apresentar-se rico em sílica, o que é muito raro de ser encontrado em condritos.

Fonte: Meteoritos: Cofres da Nebulosa Solar, Scorzelli, Varela, Zucolotto.