Coleção Meteoritos
Meteoritos Impactitos
Coleção Brasileiros
Meteoritos Impactitos
A Venda
Meteoritos Impactitos Acessórios
Artigos

Tectito Moldavita (Bohemia)

Tectito

Moldavita

Moldavita é um tipo de tectito nomeado por Armand Defrénoy da cidade de Moldauthein, na Bohemia (República Tcheca), onde há a ocorrência desse material. Inicialmente, imaginava-se que eram objetos artificiais proveniente de vidros de garrafa devido a sua semelhante cor verde. Porém  essa visão começou a ser modificada devido ao fato de amostras começarem a ser encontradas longes de locais onde houvesse manufaturas baseadas no uso de vidro. De fato, amostras desse material foram encontradas no Médio Mioceno e Superior, além de argilas aluviais e cascalhos na Bohemia e Moravia. Por um longo tempo, acreditava-se ser um tipo de obsidiana, porém composição quimica é contra uma hipótese de origem vulcânica.

Atualmente o concenso entre os cientistas é de as moldavitas foram formadas há 15 milhões de anos atrás durante o impacto de um meteorito gigante na cratera de Nördlinger Ries. Porções de rocha foram derretidas pelo impacto, lançadas na atmosfera, endureceram durante a queda e cairam em sua maioria na Bohemia. Moldavitas podem ser encontradas na Republica Tcheca, Austria e Alemanha.

Moldavitas podem ser polidas e cortadas a fim de serem utilizadas em jóias ou peças ornamentais.

As moldavitas são encontradas principalmente nestas localidades:

  • Maly Chlum
  • Besednice - mais caras e lindas!
  • Krasejovka
  • Locenice
  • Nesmen
  • Brusna
  • Lhenice
  • Jankov
  • D. Lhotka
  • Vrabce
  • Moravia

 

Individual 30.8g

Maly Chlum

Individual 30.2g

Maly Chlum

Tectito

Tectitos (do grego tektos, fundido) são pequenas rochas de vidro com dimensões de até alguns centímetros e que a maioria dos cientistas crê terem sido formadas na sequência de impactos de grandes meteoroides.

Com o impacto, os materiais terrestres são fundidos e projetados a distâncias de até centenas de quilómetros, arrefecendo e solidificando durante o seu trajeto no ar. Apesar de um impacto de um meteorito ser necessário à sua formação, os tectitos são formados a partir de material terrestre e não de materiais extraterrestres, como frequentemente é dito. Têm cor negra ou verde translúcida, com formas variáveis, incluindo, aerodinamicamente arredondados, discoid, gota, halter ou irregular.

Os tectitos são designados com base no local em que foram encontrados e estão associados a uma cratera de impacto. Como exemplo, os tectitos encontrados na República Checa são chamados moldavitos e estão associados à Cratera de Nördlingen.
 

Atualmente são conhecidos em todo o mundo quatro campos de dispersão de tectitos, mas apenas três deles foram associados a uma dada cratera.

Indicam-se abaixo alguns tipos de tectitos, agrupados nos quatro campos de dispersão conhecidos:
 

  • Campo de dispersão australasiático (maior região de espalhamento de tektitos. Sem cratera associada identificada; veja  cratera de Wilkes Land):
    • Australitos (Austrália, escuros, sobretudo pretos)
    • Indochinitos (Sudeste Asiático, escuros, sobretudo pretos)
    • Rizalitos ou Filipitos (Filipinas, escuros, sobretudo pretos com ranhuras "U" características)
    • Chinitos (China, pretos)
       
  • Campo de dispersão norte-americano (Cratera de impacto da Baía de Chesapeake, Estados Unidos, idade: 34 milhões de anos):
    • Bediasitos (Estados Unidos, Texas, pretos)
    • Georgiaitos (Estados Unidos, Geórgia, verdes)
       
  • Campo de dispersão da Costa do Marfim (cratera do Lago Bosumtwi, Gana, idade: 1 milhão de anos):
    • Ivoritos (Costa do Marfim, pretos)
       

Tal como a obsidiana, também os tectitos foram utilizados desde há milhares de anos no fabrico de utensílios, e em usos decorativos e rituais. Os impactos de meteoritos produzem também os chamados vidros de impacto. Porém, ao contrário do que sucede com os tectitos, estes não são projetados para longe da cratera, permanecendo antes nesta.